quarta-feira, 25 de abril de 2018

Vitória tranquila

Havia quase um consenso de que o Grêmio era amplo favorito contra o Goiás, mesmo jogando fora de casa, dada a grande diferença de nível técnico entre os dois times. As previsões se confirmaram. O Grêmio venceu o Goiás por 2 x 0, hoje, no Serra Dourada, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Foi uma vitória tranquila. O Goiás teve uma única chance clara de gol. O jogo foi inteiramente dominado pelo Grêmio, que já poderia ter marcado gols no primeiro tempo, pois desperdiçou muitas chances. No segundo tempo, o Grêmio ganhou de forma natural, com uma grande atuação de Everton. O resultado encaminhou a classificação do Grêmio para as quartas de final, pois o segundo jogo será na Arena, com ampla vantagem do mandante, que poderá até perder por 1 x 0 que, ainda assim, estará na próxima fase. A lamentar, apenas, que tendo jogado com força máxima contra o Goiás, e com uma partida importante contra o Cerro Porteno na terça-feira, o Grêmio, provavelmente, irá enfrentar o Botafogo, sábado, no Engenhão, pelo Campeonato Brasileiro, com um time reserva. Se isso se confirmar, o Grêmio estará, pelo segundo ano consecutivo, abrindo mão de ganhar o título do Brasileirão, o que é lamentável, já que lhe sobram qualidades para obter o título da competição.

terça-feira, 24 de abril de 2018

O jogador do momento

O futebol, esporte mais popular do mundo, produz ídolos de forma sequencial. São jogadores que, por terem uma técnica diferenciada ou serem grandes goleadores, encantam multidões de torcedores e aficionados. Nesse sentido, o jogador do momento, no futebol mundial, é o atacante Salah, do Liverpool. Salah é um grande goleador, de ótima condição técnica. O fato mais inusitado em torno desse jogador é a sua nacionalidade. Salah não é originário de nenhum dos tradicionais centros do futebol mundial. Ele é egípcio, o que assemelha sua trajetória a de outro nome de destaque no futebol, o liberiano George Weah, que chegou a ser escolhido como o melhor jogador do mundo, e hoje é presidente do seu país. No Egito, Salah é ídolo, e muitos torcedores adquirem perucas que imitam sua cabeleira. Ele chegou a receber 700 mil votos numa recente eleição em seu país, embora não fosse candidato. Hoje, no jogo Liverpool 5 x 2 Roma, pelas semifinais da Champions League, Salah mostrou porque é a bola da vez no futebol mundial, ao marcar os dois primeiros gols de seu time, e contribuir com passes para os demais. A um só tempo um goleador implacável e um jogador de técnica notável, Salah vem encantando a todos em cada partida de que participa. Seu brilho não se resume aos jogos por seu clube, pois também se destaca na seleção do Egito, que estará de volta a uma Copa do Mundo em 2018, na Rússia, depois de uma longa ausência. O constante surgimento de ídolos garante ao futebol o seu poder de encantamento sobre seus milhões de apreciadores. Salah é mais um integrante dessa galeria de astros.

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Sequência vitoriosa

O Campeonato Brasileiro teve apenas duas rodadas realizadas até agora, e o Corinthians, atual detentor do título, já é líder isolado. O Corinthians foi o único clube que venceu os dois jogos que realizou, e já está com um saldo positivo de cinco gols. A sequência vitoriosa do Corinthians sob a orientação do técnico Fábio Carille é impressionante. Ele foi campeão paulista em 2017 quando o Corinthians era apontado como a quarta força do futebol estadual. Depois, no mesmo ano, foi campeão brasileiro tendo o maior aproveitamento de um clube no primeiro turno na história da competição, o que lhe garantiu o título mesmo com uma acentuada queda de rendimento no segundo. Em 2018, tornou-se bicampeão paulista, revertendo a derrota em casa no primeiro jogo da decisão, diante de um adversário, o Palmeiras, que realizara a melhor campanha e era apontado por todos como franco favorito. O time do Corinthians, nesse tempo todo, jamais impressionou pelos nomes que i constituem. Sua força está no conjunto, não nas individualidades. O Brasil se encanta com a qualidade do futebol praticado pelo Grêmio, pela disciplina tática do Atlético Paranaense, e espera que Palmeiras e Flamengo, recheados de nomes de destaque em seus grupos, mostrem um desempenho condizente com suas altas folhas de pagamento. Enquanto isso, o Corinthians vai empilhando vitórias, e conquistando títulos. Até quando? Não se sabe. Porém o fim desse período vitorioso parece ainda estar distante.

domingo, 22 de abril de 2018

Poderia ter sido melhor

Poucos esperavam que o Inter pudesse colher outro resultado que não fosse a derrota para o Palmeiras, hoje, no Pacaembu, pelo Campeonato Brasileiro. Porém, a derrota do Inter por 1 x 0 deixou a sensação de que o resultado poderia ter sido melhor. O Palmeiras, mais uma vez, não jogou bem, sendo inferior ao Inter em vários momentos da partida. A arbitragem errou ao marcar um impedimento inexistente de Leandro Damião, que poderia resultar no empate do Inter. Embora tenha perdido o jogo, o Inter, com o bom futebol apresentado, dá esperança aos seus torcedores de que poderá fazer uma boa campanha na única competição que lhe restou até o fim do ano.

Pontos desperdiçados

Sim, o Atlético Paranaense é um bom time, muito bem treinado. Seu estilo de jogo é muito semelhante ao do Grêmio, valorizando muito a posse de bola, embora com jogadores de menor qualidade. Porém, ainda assim, o empate de 0 x 0 entre Grêmio e Atlético Paranaense, hoje, na Arena, pelo Campeonato Brasileiro, não deixou de ser um tropeço do clube mandante. Numa competição de pontos corridos, ganhar os jogos em casa é fundamental, principalmente contra clubes pequenos e médios. Por isso, ainda que o Grêmio tenha tido uma boa atuação, reconhecida pela torcida com aplausos depois do jogo, o empate resultou em pontos desperdiçados. Com apenas duas rodadas do Brasileirão realizadas, o Corinthians, atual campeão da competição, se isolou na liderança, pois venceu os seus dois jogos. O Grêmio teve volume de jogo, criou várias chances para marcar, mas não conseguiu ganhar nem quando ficou com um jogador a mais, aos 28 minutos do segundo tempo, com a expulsão de Camacho. Os pontos não ganhos hoje farão falta no final da disputa.

sábado, 21 de abril de 2018

Nélson Pereira dos Santos

Fazer cinema no Brasil não é fácil, é quase um ato de heroísmo. A falta crônica de recursos, o domínio esmagador do cinema americano, entre outros fatores, sempre foram empecilhos para a realização de filmes brasileiros. Dessa forma, são poucos os cineastas brasileiros com uma obra significativa em quantidade e qualidade. Nélson Pereira dos Santos, que faleceu, hoje, aos 89 anos, certamente, é um deles. A obra cinematográfica de Nélson contemplou, como valores básicos, a análise das mazelas e idiossincrasias brasileiras e a apresentação da realidade social do país por meio de grandes obras literárias. Nélson filmou, por exemplo, "Tenda dos Milagres", baseado na obra de Jorge Amado, e "Vidas Secas" e "Memórias do Cárcere", adaptações de livros de Graciliano Ramos. Seu primeiro filme, "Rio 40 Graus", já denotava essa preocupação em retratar a realidade social brasileira. O reconhecimento ao seu talento não ficou restrito ao meio cinematográfico, pois Nélson foi o primeiro cineasta do país a ser eleito membro da Academia Brasileira de Letras. Com seus filmes, Nélson contribuiu para o exercício, ainda escasso, de pensar o país. O Brasil perdeu, com a morte de Nélson Pereira dos Santos, uma de suas grandes personalidades culturais.

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Eliminação

O ano de 2018 era para ser o da recuperação do Inter, depois da disputa do Campeonato Brasileiro da Segunda Divisão, em 2017. Não está sendo. O Inter ficou de fora nas quartas de final do Campeonato Gaúcho, terminando em sexto lugar, sua segunda pior colocação na história da competição. Hoje, sofreu mais uma eliminação, para o Vitória, na Copa do Brasil. Depois de vencer por 2 x 1, no Beira-Rio, o Inter foi derrotado por 1 x 0, no Barradão. A classificação para as oitavas de final, então, foi decidida nos tiros livres da marca do pênalti, e o Vitória venceu por 4 x 3. O jogo foi de baixo nível técnico. O Vitória ia para a frente mais no grito da torcida do que pela qualidade do seu futebol. Mesmo diante de um adversário modesto, o Inter não conseguia ter um bom desempenho. Talvez pelo fato de que o empate lhe bastava para se classificar, o Inter mostrava pouco ímpeto ofensivo. O castigo veio com um pênalti em favor do Vitória, aos 34 minutos do segundo tempo. O Inter não conseguiu reagir até o final do jogo, e acabou perdendo nos tiros livres da marca do pênalti. Agora só resta ao Inter, até o final do ano, a disputa do Brasileirão, onde, nas próximas quatro rodadas, só enfrentará grandes clubes. Decididamente, os tempos não estão fáceis para o Inter.

terça-feira, 17 de abril de 2018

Bom empate

Poderia ser bem melhor, é claro. Afinal, o Grêmio teve um pênalti a seu favor que não foi marcado e colocou uma bola na trave. Porém, o 0 x 0 com o Cerro Porteno, hoje, no La Nueva Olla, pela Libertadores, foi um bom empate em termos de classificação no grupo. O Grêmio se manteve dois pontos atrás do Cerro, mas, na próxima rodada poderá ficar na frente, pois os dois voltarão a se enfrentar, dessa vez na Arena. Pelo futebol que mostrou, o Cerro Porteno não deverá impor maiores dificuldades no jogo da Arena. O time paraguaio se valeu muito mais do ambiente, com o estádio lotado pelos seus torcedores, do que pela qualidade do seu jogo. Ao longo da partida, o Cerro não criou grandes chances de gol, ao contrário do Grêmio, que teve pelo menos duas, já referidas. A campanha do Grêmio na Libertadores, até o momento, com dois empates, ambos fora de casa, e uma vitória, é apenas razoável, mas no conjunto da obra do que fez no ano, até aqui, o clube vai muito bem, com dois títulos já ganhos, e uma excelente estreia no Campeonato Brasileiro. Tudo segue risonho pelos lados do Grêmio.

segunda-feira, 16 de abril de 2018

O Palmeiras não decola

Há quem pense que o dinheiro é tudo no futebol. Para os que defendem essa ideia, um poderio financeiro maior que os concorrentes é meio caminho andado para um clube obter conquistas. O Palmeiras está mostrando que essa visão é equivocada. O clube conta com um forte patrocinador, que lhe proporciona uma condição financeira invejável. Desde que essa parceria foi estabelecida, o Palmeiras tem feito grandes investimentos em contratações, montando grupos de jogadores numerosos e caros. Porém, embora o Palmeiras tenha ganho os títulos da Copa do Brasil de 2015 e do Campeonato Brasileiro de 2016, o resultado de tantos gastos se mostra abaixo do esperado. O Palmeiras não decola, contrariando o conceito geral de que é o maior favorito de todas as competições que disputa. No Campeonato Paulista, depois de fazer a melhor campanha da fase classificatória, foi para a decisão, contra o Corinthians, com amplo favoritismo. Venceu o primeiro jogo, na casa do adversário, mas perdeu a segunda partida, em seu estádio, e foi derrotado nos tiros livres da marca do pênalti. Depois da perda do título paulista, tornou a jogar em casa, contra o Boca Juniors, pela Libertadores. Fez 1 x 0 aos 44 minutos do segundo tempo, mas cedeu o empate dois minutos depois. Hoje, no Engenhão, estreou no Brasileirão, contra o Botafogo. Novamente, saiu na frente no placar, e mais uma vez permitiu o empate. Com isso, já na primeira rodada da competição, está atrás de dois outros candidatos ao título, Grêmio e Corinthians, que estrearam com vitórias. O Palmeiras é a prova de que não basta ter dinheiro, é preciso saber gastar. O clube possui um grupo de jogadores numeroso, mas não consegue montar um grande time. Também no futebol, dinheiro é importante, mas não é tudo.

domingo, 15 de abril de 2018

Mais fácil do que o esperado

As frágeis atuações do Inter desde o início do ano traziam alguma insegurança para a sua estreia no Campeonato Brasileiro, hoje, no Beira-Rio, contra o Bahia. Porém, o jogo foi mais fácil do que o esperado. O Inter venceu por 2 x 0, com dois gols de Nico López, um em cada tempo de jogo. O Bahia foi um time com pouca presença ofensiva, e o resultado foi construído de modo natural. A vitória foi importantíssima para o Inter, não só por ser uma estreia mas, também, porque os próximos jogos serão todos muito duros, contra  adversários como Palmeiras, Cruzeiro, Flamengo e Grêmio. O futebol mostrado pelo Inter esteve longe de empolgar, mas foi suficiente para que vencesse sem sobressaltos. Para as partidas que virão na sequência, no entanto, será preciso bem mais para poder pretender bons resultados. O que de melhor se extraiu fado jogo de hoje foi a evidência de que, no Inter de hoje, Nico López tem um lugar no time. Ele só entrou no jogo devido a uma lesão de Rossi, mas mostrou, mais uma vez, que não pode ficar de fora do time titular. Agora é esperar para ver se a vitória sobre o Bahia é um indício de que o Inter está crescendo de produção, ou se não foi, apenas, um fato isolado.